20
DE jun
DE 2014
0

Muito mais que uma princesa – Laura Lee Guhrke

Quantos vivas merece a pessoa que virou a noite, viu o sol nascendo, apenas pra ter o prazer de descobrir o desfecho de uma historia? Sim, esse livro me custou uma madrugada em claro, apenas 4 horas de sono, e olheiras profundas, é, acho que valeu a pena…

Lucia é filha ilegitima de um príncipe com uma cortesã. Durante anos desde seu nascimento Lucia foi privada de ter contato com sua mãe diante do seu modo de viver. Ela foi presa em colégios e conventos para não ter contato com o mundo , onde podia causar algum problema para a ” imagem ” de seu pai. Mas isso não adiantou. Sempre que houvesse oportunidade Lucia arrumava um jeito de escapar de todo esse confinamento que a torturava. Após um incidente, que causou um noticiário com o nome de Lucia e sua meia irmã Elena em negrito, Cesare seu pai decide que esta na hora de ” se livrar ” da menina. Então manda buscar o embaixador Ian para lhe arranjar um casamento, de tal forma que suas travessuras passariam a ser problema de seu futuro marido. O que Ian não podia esperar era que essa fosse uma tarefa incrivelmente difícil, pois a menina se negava a ser controlada de qualquer forma.

Oh, serei doce como o mel – prometeu Lucia – quando eu o mandar para o inferno.

Ao contrario da impressão que seu temperamento passava para os outros, ela era apenas uma menina que se sentia desprezada pelo pai e pela sociedade por não ser legitima. O que ela mais queria, já que não tinha outra escolha se não se casar, era nada mais nada menos que ter o livre arbítrio de opinar sobre seus candidatos a marido, e lhe ser dado o poder de escolha. E entre todas as caracteristicas que um futuro marido deveria ter, ela estava apenas em busca de uma: O amor !

Você tem uma capacidade tão grande de amar que me deixa admirada. Sempre me deixou. Quando surgir o homem certo, você conseguirá se jogar toda nesse amor – corpo, coração e alma.

mfç

 

Eu ouvi tanto nos ultimos dias sobre esse livro, que me permiti passa-lo na frente de qualquer outro e descobrir o por que de tão especial ele era pra algumas pessoas. A história é encantadora, aquele ar de história antiga é cativante. Porém em alguns momentos a personagem principal me dava certa raiva por sempre achar que estava a frente de qualquer situação. É intrigante a história o que não me permitiu parar enquanto não descobrisse como ia terminar. O que me incomodou um pouco foi a narração contada pela 3° pessoa. É sempre mais emocionante quando é narrada pela 1° pessoa, por que os sentimentos, as emoções do personagem ficam mais clara para o leitor. Outra coisa que me deixou bastante chateada foi o livro acabar de repente. Quando eu achei que ia descobrir como a vida de Lucia ficou , me aparece aquela palavra que e um temos pra min : FIM. Me senti mega decepcionada com isso. A escritora, não polpou nem um pouco os detalhes sórdidos, particularmente eu achei um pouco exagerado, pelo livro não ser exatamente um new adult, mas isso é relevante. Ian, é completamente apaixonante, apesar de seu jeito presunçoso ele é de encantar qualquer uma.

Minha cara, você pode ser filha do príncipe, mas não é nenhuma princesa. A maior parte do tempo, você é uma praga para a minha sanidade.

Um detalhe que eu não consegui compreender foi a relação dessa capa linda, com a história. No meu ponto de vista ela não tem alguma semelhança com a história. Eu adoro ler livros onde há muitas citações pra min guardar de lembrança da história, e eu não posso deixar de citar uma que me identifiquei muito.

Eu gosto de agitação, de excitação, e há uma certa excitação em desrespeitar as regras – disse ela depois de um momento. – Além disso, adoro um desafio. O fato de me proibirem de fazer alguma coisa me dá uma enorme vontade de fazer exatamente aquilo.

3 estrelas